Entrimagens

EU ADORO AS TERÇAS PORQUE VOCÊS VÊM AQUI

Neste conjunto de fotos, optou-se por trazer uma pequena amostra representativa de uma ocupação de praça situada no bairro Itaim Paulista, extremo da Zona Leste, na cidade de São Paulo. Esse espaço é reivindicado pelas crianças moradoras do bairro, em sua maioria estudantes da EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Laura da Conceição Pereira Quintaes. Mais do que expor em imagens a praça inicialmente ocupada num sábado, o intuito é tomar a quem as olha com indagações e, quem sabe, provocar outras ocupações do espaço público de toda a cidade com as crianças, ações que podem impulsionar e encorajar a fazer surgir outros tempos presente e futuro de bairros e cidades assistidas desigualmente pelo poder público. O que indicamos como fonte inspiradora é a presença e a luta das crianças pelas coisas comuns existentes nas cidades e apropriadas apenas por adultos, adultes e adultas, alijando-as da aprendizagem da convivência democrática. Escutar respeitosamente suas reivindicações é imprescindível. Um dado importante é que a ocupação desta praça pelas crianças implicou alterações positivas nas relações entre a população e o espaço que transformou-se em lugar com as crianças e por elas. Há uma concepção naturalizada de que algumas praças são lugares que atraem “aqueles que não fazem nada”, ou seja, não trabalhadores/as, não produtores num tempo acelerado que exige rapidez e produtividade. Ociosas, poucas vezes são usadas de modo a beneficiar os moradores e as moradoras locais proporcionando encontros, conversas fiadas, na contramão do tempo do capital, quem sabe? A proposta que surge das crianças e pessoas da EMEI mencionada envolve a comunidade do entorno numa relação profunda. Espraia-se promovendo outras ocupações, quais sejam, de crianças e familiares não pertencentes à escola propriamente dita. As imagens convocam, de algum modo, à participação. Ela se dá pelo olhar, por vasculhar as cores, os desenhos criados, as pessoas. As crianças imaginaram outras formas possíveis de estar nesse espaço e realizaram isso junto com as adultas, professoras, gestoras e demais funcionárias/os/es. Fazer atos e protestos políticos em praça com as crianças. Isso se presentifica nos gestos e nas mudanças, visíveis em suas sutilezas diárias. Há dois anos atrás, num sábado, tivemos  o primeiro dia de ocupação da praça no Itaim Paulista, um marco, e no qual as fotos foram feitas (compondo acervo pessoal). Após esse dia, as crianças  passaram a ocupá-la às terças-feiras. Numa delas, uma moradora do bairro esboçou a importância da transformadora liberdade de ousar e do direito de usar o espaço público para além de sua percepção e uso mercadológico. Essa moradora comentou com a professora que acompanhava as crianças: eu adoro as terças porque vocês vêm aqui. As práticas das professoras neste espaço acompanhadas das crianças que passaram a ocupá-lo foram um convite a olhar e mudar caminhos aparentemente imutáveis.  Que venham muitas terças-feiras!

Marcia Gobbi
Margarida Barbosa

Retornar para emmovimentos